O Feminino e o Masculino

Publicado em 2021

Sobre o livro

O livro O feminino e o masculino: por meio da cultura, religião, mitologia e contos de fadas traz uma profunda reflexão sobre os papéis desempenhados por homens e mulheres, tomando as personagens de mitos, contos de fadas e de religiões como se fossem pacientes submetidos a uma análise psicológica detalhada, analisando tanto os aspectos individuais de cada personagem quanto seu significado em nossa cultura.

Os mitos e contos de fadas, assim como a religião, são fundamentais para a compreensão da dinâmica das relações humanas e foram largamente explorados pela Psicologia Analítica. O livro aborda questões culturais que influenciam nosso comportamento e nosso livre-arbítrio, buscando um contraponto entre as responsabilidades pessoais, políticas, religiosas e culturais e sua influência nas relações humanas.

Nem toda queixa que chega ao consultório pode ser caracterizada como neurose, às vezes, é apenas uma adaptação exagerada à sociedade, à cultura ou à família em que se está inserido, e uma breve reflexão a respeito de um determinado comportamento pode libertar-nos de um padrão seguido inconscientemente, perpetuado apenas pela força do hábito, uma espécie de “inércia de movimento psíquica”, pegando emprestado um termo da Lei da Física.

No entanto, não devemos seguir os mitos e contos de fadas de forma literal, mas sim analisar o momento histórico e valores culturais da época que este foi criado em relação ao momento em que vivemos.

O resgate do feminino traz benefício não apenas às mulheres, pois resgatar o feminino implica o resgate do masculino criativo, já que ambos estão feridos por um dinamismo patriarcal negativo, que exacerba aspectos negativos do feminino como justificativa aos seus meios de repressão e controle. As relações afetivas estão contaminadas pelo desejo de submissão, controle e poder, tanto nas relações hétero quanto homoafetivas, pois o dinamismo patriarcal tóxico está impregnado em nossa cultura de maneira muito mais profunda e desastrosa do que possamos imaginar.

Afinal, o que é o amor, o que é amar e ser amado numa sociedade em que nos falta uma consciência sobre o mundo em que vivemos?


Compre direto com autora, pelo email ou whatsapp. 

A Verdade no processo analítico
The Truth in the analytical process
Compre direto com a autora, pelo email ou whatsapp 

Sobre o livro 

A verdade, os segredos e as mentiras são uma parte importante da comunicação humana. A maneira como vemos a realidade dos fatos é afetada não só pela cultura, mas também pelos complexos autônomos da psique, pela projeção da sombra e pela cristalização da persona. Idealisticamente, a verdade é desejada, mas é difícil de ser aceita, de se lidar com, uma vez que a verdade está entre a persona e a sombra, ambas as escondendo de maneiras diferentes. Reconhecer a verdade é tarefa árdua, porém vital, não apenas para a nossa adaptação, mas também para a nossa individuação. A verdade trata de valores éticos profundos – por esta razão, a ética é o parceiro de viagem para uma discussão sobre o reconhecimento da verdade. A verdade é aqui explorada como símbolo não só na Psicologia Analítica, mas também na História, na Filosofia, na Religião, na Ciência e na Política.

English Edition

About the book

Analyzing the role of truth, secrets and lies, as well as ethics in human relationships, cannot be postponed. The way we deal with truth in our private and public lifes affects our mental health, just as unjust governments affect our personal lives.
The rescue of the truth in our culture is not simple, and the news reports it daily. We must learn how to deal with the chaos of ethics, and the truth must regain its characteristic meaning as a structuring symbol, not only for the individual but also for all cultures. Therefore, the main purpose of this book is to discuss the truth as an important part of human communication, and to explore it as a symbol in Psychology, History, Philosophy, Religion, Science and also in Politics. 
The mythology is a way to discover the meanings of truth in the psychological process. The concept of Maat, the Egyptian goddess who embodies truth, justice, balance and morality, is reproduced throughout history by several cultures and religions. The principle of Maat must be rescued.

Publicado em 2019

Published in 2019